19 de mar de 2013

BBB13 - Foi um prazer conhecê-los


Visitando o site oficial do bbb13, encontrei um belo post analisando o casal Fernanda e André e trouxe para os leitores do blog reunião grátis

.

Apesar da tristeza desse paredão antecipado a final do BBB13 trilhou os caminhos esperados. Se hoje André e Fernanda não vão juntos à final foi por erros cometidos por eles, o voto não dado pelo André na Natália e o erro da Fernanda na última prova de líder. Todo o andamento do jogo os levaria para juntos decidirem na Grande Final quem seria o preferido do público. E, mais, só saem porque estão se enfrentando, não sairão por enfrentamento com algum coadjuvante no jogo, hoje temos em curso o enfrentamento de dois protagonistas. E erros acontecem, principalmente para quem caminhou sozinho, com toda a responsabilidade em seus ombros e jogando com o coração cheio de questões externas ao jogo.

Essas duas últimas semanas foram de definição para André e Fernanda do que eles sentiam um pelo outro. Eles se entenderam e desentenderam, quisemos matar um e outro alternadamente, um hora um tinha razão, no momento seguinte era o outro. Mas essas questões perderam toda a importância diante do fato de que um deles se despede amanhã, num dos paredões mais tristes da história do Big Brother. Mais triste do que o paredão de Iris e Alemão no BBB7 porque efetivamente André e Fernanda mantiveram uma relação afetiva.Não ficou apenas no campo da idealização, eles mobilizaram toda uma discussão em torno deles. Primeiro se ficariam juntos, depois se realmente se gostavam, mais adiante quem gostava de fato e quem estaria jogando. 


 

A todos esses questionamentos eles enfrentaram sem terem ideia de que aqui fora tantos se preocupavam tanto com eles. E foram dando respostas, foram quebrando o gelo do público, foram calando bocas, foram mostrando que mesmo dentro de um reality é possível dois jovens se apaixonarem. Se vão casar e ter filhos esta não é uma questão do jogo até porque todos nós sabemos as dificuldades aqui fora, o choque de realidade quando saem do confinamento, as questões reais de quem deixa de viver um relacionamento num ambiente limitado e o traz para enfrentar as dificuldades do mundo real com o adicional da fama instantânea e assédio constante. Aqui fora é a prova de fogo para uma paixão de meninos lidando com o nosso mundão sem fronteiras. Apesar de triste é um dos paredões mais bonitos, portanto, aqueles que gostam do casal se alegrem por eles, porque eles fizeram uma trajetória digna, mostraram que é possível ser jovem, bonito e levar para o jogo questões além da beleza física e do corpo perfeito. Fernanda mostrou que mulher bonita e inteligente também tem lugar de destaque no jogo. E para isso não precisa se aviltar, aviltar aos outros, dar rasteiras, ser baixa e pequena. Fernanda lutou com sua eloquência com cada um que se fez de seu amigo no jogo. 


 

Teve que combater Kamilla e seu jogo egoísta de querer que os outros jogassem seu jogo não importando se prejudicasse o seu dito parceiro. Lidou com a dissimulação de Andressa sem saber com quem lidava até o momento derradeiro do programa. Fernanda caminhou no jogo, derrubando argumentos, sendo gentil, educada. Pecou por excesso de crença no ser humano? Sim, mas que que excesso bom esse, não? Pecou por excesso de crença em si mesma? Também. Pecou por seus excessos pessoais, por seu jeito de se jogar com tudo de maneira desmedida, errou com seu Príncipe, errou consigo mesma, mas ninguém jamais poderá dizer que Fernanda não se entregou ao jogo de coração aberto. Fernanda pecou por ser humana. Da mesma maneira, André em sua cautela custou para entrar no jogo. Custou para mostrar a que veio, nos deixou muito tempo no escuro, mas quando se revelou ao público mostrou um menino de vinte e quatro anos, amadurecido para sua idade, com excelente visão dos demais jogadores, com uma capacidade de doar-se a Fernanda que surpreendeu aqueles que olhavam aquele sapinho e ficavam imaginando onde Fernanda via um Príncipe. André floresceu em seus cuidados, em seu carinho com Fernanda e nas dúvidas que o assaltaram, creio eu, ao se dar conta que cuidar de alguém nos deixa frágil e mais propenso à entrega. E deixou que agente vislumbrasse o homem, o menino, os defeitos, os ciúmes, os medos, as inseguranças, o choro. E que prazer que foi, André,acompanhá-lo nessa empreitada. Muito obrigada por estar no jogo, foi um privilégio conhecê-lo. Salve, salve!

Fonte: Site oficial da Globo.

Continue lendo...

25 de jan de 2013

Cachorro dançante e também...


Estava eu treinando uns passinhos para no sábado levar minha cachorra para bailar o inesperado acontece....

Continue lendo...

6 de jun de 2012

Realmente muito bom!!!! Para quem tem honestidade de propósito com os valores fundamentais de viver em sociedade!!!!!



Brilhante, merece ser lido. Vc nao vai levar nem 3 minutos...

Sou Branco, honesto, contribuinte, eleitor, hetero...Para quê???

*Ives Gandra da Silva Martins*

Hoje, tenho eu a impressão de que o "cidadão comum e branco" é
agressivamente discriminado pelas autoridades e pela legislação
infraconstitucional, a favor de outros cidadãos, desde que sejam índios,
afrodescendentes, homossexuais ou se autodeclarem pertencentes a minorias
submetidas a possíveis preconceitos.

Assim é que, se um branco, um índio e um afrodescendente tiverem a mesma
nota em um vestibular, pouco acima da linha de corte para ingresso nas
Universidades e as vagas forem limitadas, o branco será excluído, de
imediato, a favor de um deles! Em igualdade de condições, o branco é um
cidadão inferior e deve ser discriminado, apesar da Lei Maior.

Os índios, que, pela Constituição (art. 231), só deveriam ter direito às
terras que ocupassem em 5 de outubro de 1988, por lei infraconstitucional
passaram a ter direito a terras que ocuparam no passado. Menos de meio
milhão de índios brasileiros - não contando os argentinos, bolivianos,
paraguaios, uruguaios que pretendem ser beneficiados também - passaram a
ser donos de 15% do território nacional, enquanto os outros 185 milhões de
habitantes dispõem apenas de 85% dele.. Nessa exegese equivocada da Lei
Suprema, todos os brasileiros não-índios foram discriminados.

Aos 'quilombolas', que deveriam ser apenas os descendentes dos
participantes de quilombos, e não os afrodescendentes, em geral, que vivem
em torno daquelas antigas comunidades, tem sido destinada, também, parcela
de território consideravelmente maior do que a Constituição permite (art.
68 ADCT), em clara discriminação ao cidadão que não se enquadra nesse
conceito.

Os homossexuais obtiveram do Presidente Lula e da Ministra Dilma Roussef o
direito de ter um congresso financiado por dinheiro público, para realçar
as suas tendências - algo que um cidadão comum jamais conseguiria!

Os invasores de terras, que violentam, diariamente, a Constituição, vão
passar a ter aposentadoria, num reconhecimento explícito de que o governo
considera, mais que legítima, meritória a conduta consistente em agredir o
direito. Trata-se de clara discriminação em relação ao cidadão comum,
desempregado, que não tem esse 'privilégio', porque cumpre a lei.

Desertores, assaltantes de bancos e assassinos, que, no passado,
participaram da guerrilha, garantem a seus descendentes polpudas
indenizações, pagas pelos contribuintes brasileiros. Está, hoje, em torno
de 4 bilhões de reais o que é retirado dos pagadores de tributos para
'ressarcir' aqueles que resolveram pegar em armas contra o governo militar
ou se disseram perseguidos.

E são tantas as discriminações, que é de perguntar: de que vale o inciso
IV
do art. 3º da Lei Suprema?

Como modesto advogado, cidadão comum e branco, sinto-me discriminado e
cada
vez com menos espaço, nesta terra de castas e privilégios.

( *Ives Gandra da Silva Martins é renomado professor emérito das
universidades Mackenzie e UNIFMU e da Escola de Comando e Estado do
Exército e presidente do Conselho de Estudos Jurídicos da Federação do
Comércio do Estado de São Paulo ).
*
*Para os que desconhecem este é o :
Inciso IV do art. 3° da CF a que se refere o Dr. Ives Granda, em sua
íntegra:**
*
*"promover o bem de todos, sem preconceito de origem, raça, sexo, cor,
idade e quaisquer outras formas de discriminação."
*
Assim, volta a ser atual, ou melhor nunca deixou de ser atual, a
constatação do grande Rui Barbosa:

*"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de
tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas
mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a
ter vergonha de ser honesto". (Senado Federal, RJ. Obras Completas, Rui
Barbosa. v. 41, t. 3, 1914, p. 86)*


Email recebibo em 06/06/2012
Postado na íntegra

Continue lendo...

9 de jul de 2011

Projeto prevê plebiscito sobre união civil homossexual



Tramita na Câmara o Projeto de Decreto Legislativo (PDC) 232/11, do deputado André Zacharow (PMDB-PR), que prevê a convocação de plebiscito nacional sobre a união civil entre pessoas do mesmo sexo...


Conforme a proposta, nas eleições seguintes à aprovação do PDC (em 2012 ou 2014), os eleitores deverão responder à seguinte pergunta: “Você é a favor ou contra a união civil de pessoas do mesmo sexo?”.

O resultado do plebiscito, conforme a proposta, servirá de base para a aprovação imediata de uma lei que vai liberar ou proibir esse tipo de união.

Em maio deste ano, a união entre pessoas do mesmo sexo foi reconhecida legalmente pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em decisão unânime. Com isso, passaram a ser aplicadas a esse tipo de relação as mesmas regras da união estável heterossexual, previstas no Código Civil.

Zacharow argumenta que se trata de uma questão polêmica, que tem suscitado violência verbal e física. Para ele, a consulta popular é a única forma de acalmar os ânimos. “Todos deverão se curvar a vontade nacional a ser expressa no resultado do plebiscito”, disse.

Tramitação
A proposta será analisada pelas comissões de Direitos Humanos e Minorias; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois, seguirá para o Plenário.

Íntegra da proposta:
PDC-232/2011

Reportagem - Oscar Telles
Edição – Daniella Cronemberger


A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara de Notícias'

Continue lendo...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Sobre o Blog

.

The Daily Puppy

  © 2009 Blog Reunião Grátis

TOPO